Na base do conhecimento está o erro

Posts tagged “governo de esquerda

Orçamento para a Educação sem austeridade

educacao-2017

“Apesar da redução na despesa com a Educação entre 2012 e 2015, o primeiro Orçamento de Passos para a tutela ultrapassava a previsão para 2017”.

Até a Fenprof quer saber onde vai ser cortada?

Advertisements

E a pluralidade. Não interessa?

Não é apenas por causa duma decisão estratégica que o BE e o PCP não querem fazer parte do governo de António Costa.

A verdadeira razão, que está disfarçada numa capa de estratégia, deve-se ao facto de ambos estes partidos não possuírem vocação governativa democrática.

A pluralidade não faz parte da sua essência!


“Indigitar Pedro Passos Coelho será uma perda de tempo”

Quem o afirma é Catarina Martins.

Outras interpretações serão possíveis, obviamente, mas para mim, estas declarações só expressam a fragilidade do dito acordo de governo à esquerda. Catarina Martins não tem a certeza sobre o chumbo de um programa de governo da coligação no Parlamento e esta postura só revela incerteza.

Para além disso, respeitar o processo democrático nunca é perda de tempo. Infelizmente, é natural (e até coerente) que m representante do BE não saiba disso.


Governo de esquerda

Portugal precisa dum governo de esquerda. Se desejamos estabilidade a médio e longo prazo, é necessário que a esquerda governe o país.
Para além disso, nunca, como agora, tivemos as circunstâncias necessárias para o efeito. Se há altura indicada para a esquerda governar Portugal, essa altura é esta, enquanto estamos sob supervisão exterior e vivemos um tempo de constrangimentos económicos e financeiros.

Os portugueses precisam de aprender a diferença. Precisam de experimentar uma governação de esquerda para perceber que a governação de Passos Coelho é muito melhor do que a da esquerda.

No entanto, é necessário ter em mente que a governação de um governo de esquerda implicará enormes consequências para Portugal e para os seus cidadãos e que a recuperação dos seus efeitos não será possível em apenas quatro anos.