Na base do conhecimento está o erro

Posts tagged “almeida santos

Nepotismo! Uma virtude socialista

Almeida Santos PAR

 

A memória pode estar a falhar-me, mas quem “transfigurou” o nepotismo dentro do partido socialista foi o Almeida Santos. Não digo que a prática já não existisse no PS mas, a partir de então, o afilhadismo passou a ser uma virtude socialista.

Tal condição não deixa de ser um paradoxo porque a sua origem está ligada a favorecimentos dentro da igreja católica. E daí, pensando bem, talvez não seja. Porque no PS, para além das dinastias, também há muitos papas, sobrinhos e parentes!

 

Advertisements

Ainda mais almeidices

 

Para Almeida Santos, o Governo de José Sócrates é um bom Governo para o país. Principalmente após ter apresentado o Orçamento de Estado que apresentou.

O que este senhor se esquece (convenientemente, diga-se!) é de mencionar quem foi que nos meteu nesta situação. É evidente que há mais responsáveis pelo estado actual de Portugal, e entre esses, o próprio Almeida Santos partilha responsabilidades, mas nenhum líder de Governo foi tão nefasto como José Sócrates.

Realmente, há pessoas que perderam a vergonha na cara e que se vergaram completamente aos interesses.

 


Mais almeidices

Acabei de ver, num dos telejornais, o Almeida Santos a afirmar que o Manuel Alegre é incómodo porque critica o governo e o partido socialista, ou seja, porque não alinha pelo diapasão.

Não há ninguém que pergunte a este senhor qual é o entendimento que tem sobre a liberdade de expressão e afins?


almeidices

Em declarações à RTP, Almeida Santos disse que “Não se paga aos deputados o suficiente para que sejam todos apenas profissionais, sobretudo quando são profissionais do direito ou fora do direito. No caso do advogado, se tem um julgamento não pode estar na assembleia e no julgamento ao mesmo tempo”,

e “Quanto às justificações para as faltas, é verdade que a sexta-feira é, em si própria uma justificação, porque é véspera de fim-de-semana. Eu compreendo isso. Talvez esteja errado que as votações sejam à sexta-feira. Não julguemos também que ser deputado é uma escravatura, porque não é, nem pode ser. É preciso é arranjar horas para a votação que não sejam as horas em que normalmente seja mais difícil e mais penoso estar na Assembleia da República”.

Ninguém força os advogados a serem deputados. Porque será que muitos advogados querem ser deputados?

E como os deputados ganham pouco mais que o salário mínimo, e não têm nenhuma ajuda de custo, é natural que precisem de ganhar um pouco mais.

Talvez o cidadão normal também não deva trabalhar à sexta-feira por ser véspera de fim-de-semana

Este Senhor devia ter vergonha!