Na base do conhecimento está o erro

Archive for October, 2016

Paladino(s) da Moral?

jorge-costa-be-2

Senhor deputado do Bloco de Esquerda, Jorge Costa, relativamente ao caso das licenciaturas falsas dos socialistas Rui Pedro Lizardo Roque e Nuno Félix, há aqui qualquer coisa que não está bem? O senhor aparenta ter os seus valores trocados. Então um comportamento criticável é motivo para que a sua prática seja repetida? Apenas porque são pessoas da esquerda que o fazem?

Este caso não devia estar encerrado para o senhor, nem tampouco para o Bloco de Esquerda. Aliás, tendo em conta postura moral que o seu partido se arroga, e que, pelos vistos, o senhor também, quem deveria exigir a demissão do Ministro da Educação eram os senhores.

Mas os senhores são paladinos da moral com pés de barro. E revelam-se perante o mais ínfimo franquear dessa realidade, reduzindo-se aos espantalhos que são, em cujo campo não existem sementes de coerência.

Razão tem a Rita Carreira: “Daqui a nada, estamos na Idade da Pedra… Este pessoal acha que, por um fazer mal, eles têm a prerrogativa moral de fazer pior.”


Haverá duas sem três? Provavelmente não. E o Ministro da Educação? Porque não se demite?

tiago brandão ferreira.jpg

No que respeita ao caso das habilitações literárias destes dois socialistas, estamos perante uma situação bastante grave. Não há qualquer dúvida quanto às declarações falsas. E, adicionalmente, poderá existir falsificação de documentos.
Veremos onde vamos parar! Haverá duas sem três? Provavelmente não.

E o Ministro da Educação? Porque motivo ainda não reagiu? Será por não poder contra-argumentar? Nesse caso, porque não se demite?

A falta de conteúdo programático e a falta de capacidade de afirmação política poderão, eventualmente, ser aceitáveis. Todavia, pactuar com este tipo de atitudes é indesculpável.


It’s Alive!!!

mario-nogueira-2b


João Lobo Antunes

J Lobo Antunes.jpg

4 de Junho de 1944 – 27 de Outubro de 2016

Uma singela homenagem.
Um agradecimento profundo,

a quem sempre defendeu o humanismo!

 


Ajuda (in)voluntária?

ricardo-salgado-ri

A decisão do governo de acabar com a Contribuição Extraordinária de Solidariedade (CES), sobre as pensões, que se aplicava às pensões superiores a 4.611 euros, vai ter as suas consequências. O estado vai deixar de poupar 24 milhões de euros e o Ricardo Salgado irá passar a receber mais dezasseis mil e setecentos euros por mês.

Como diz o Henrique Pereira dos Santos, é desta que o Ricardo Salgado vota no Bloco de Esquerda!

(Nota: Não coloco em causa o valor da pensão de Ricardo Salgado que, tendo descontado para o efeito, tem direito à mesma).


Mas alguém fica surpreendido?

socrates-blogues


Quando a esquerda aumenta as pensões, estes são os valores.

aumentos-pensoes-gerigonca

(via Paulo Gorjão)

 

 


Resistir. Sempre. Decência nunca será demais

O Paulo de Almeida Sande publicou um artigo n’Observador intitulado “O espaço público, púdico, pútrido”, onde aborda a forma e o conteúdo como as pessoas se tratam hoje em dia. A regra vigente é a da gratuidade do insulto e da agressão verbal.

Escrevi há uns anos num artigo académico a seguinte frase: No universo físico, tudo é uma questão de escala. No universo social, tudo é uma questão de opção.
Numa sociedade cada vez mais polarizada, apesar de censurável, o comportamento descrito neste artigo não é surpresa. Principalmente quando o entendimento que as pessoas possuem de liberdade está incompleto. Liberdade não é a possibilidade de escolher. Liberdade é aceitar as responsabilidades das escolhas.

Partilho das preocupações e da postura expressa neste artigo.
Resistir. Sempre. Muitas vezes testando os limites da paciência. E tê-la. Muita.


OE2017 – Quase o paraíso socialista

j galamba

 

João Galamba classifica as observações da oposição, nomeadamente do PSD, como descaramento, defendendo que orçamento de estado restitui a “normalidade e decência no sistema de pensões” ao distinguir as carreiras contributivas longas. Sobre as restantes, só o Criador saberá.

Será que o Galamba sabe o que são impostos e pensões?

E, pelos vistos, devemos estar quase a franquear o paraíso socialista.
O OE2017 diminui as receitas, aumenta a despesa, e ainda consegue baixar o défice.


Isaac Newton e António Costa

Newton AC

Um dos maiores paradoxos da física de Newton é que a mecânica produziu incerteza. No ambiente quântico, as variáveis são substituidas por distribuições de probabilidades.

Na mecânica quântica o estado de um sistema num dado instante de tempo pode ser representado como uma função de onda e/ou um vetor de estado, sendo estes instrumentos matemáticos que possibilitam o calculo das probabilidades.

Tendo em conta a sua posição no sistema e considerando o espaço tridimensional, eu diria que a tanto a função de onda como o vetor do estado do governo português indicam uma elevada probabilidade de desfasamento da realidade.

Isto para não falar do compromisso de honestidade inerente a estas circunstâncias.