Na base do conhecimento está o erro

Tragicomédia?

Antonios

Não encontro palavras para classificar o espetáculo que os candidatos socialistas a putativo Primeiro-Ministro de Portugal estão a propiciar, na televisão, aos portugueses.

É evidente que será impossível suprir algumas circunstâncias emocionais. Mas as mesmas devem ou deveriam ser geridas. Contudo, o objetivo desta pequena reflexão é expressar algumas diferenças entre os dois Antónios.

As condicionantes do poder parecem implicar determinados episódios de comportamento criticável. E estes são recorrentemente observáveis nos partidos com vocação, ou melhor, com necessidade de exercer o poder. Saliente-se que quem tem comportamentos são as pessoas e não as entidades. Na minha opinião, a manutenção ou obtenção do poder a todo o custo não é desejável. O líder sacrificável é um desses comportamentos e traduz uma primeira diferença entre Seguro e Costa.

Como nenhum homem governa um país sozinho, devemos ter atenção à equipa que o rodeia e aos apoios que reúne. Usualmente, competência e experiência são critérios a procurar numa equipa. Em ambos os casos, não vejo o mínimo desejável. Porém, os apoios de António Costa assustam-me consideravelmente. Por dois motivos. Primeiro, fazem parte daqueles que arruinaram Portugal, com a agravante de serem incapazes de reconhecer os erros passados pelo que duvido que tenham aprendido alguma coisa (humildade é a qualidade mais escassa na política portuguesa); Segundo, quem é que vai governar o país? Será António Costa, ou este vai ser uma mera marioneta?
Neste ponto, parece-me que Seguro representa um corte com o passado socialista.

É claro que a afirmação de Seguro que se demitiria antes de aumentar impostos é, para não usar outro termo, ingénua. E, por sua vez, o não comprometimento de Costa revela “manhosice”. Independentemente dos motivos de ambos, a verdade é que nenhum dos dois faz a mínima ideia da realidade do país. Nenhum dos dois parece prestar atenção ao que se passa à sua volta, procurando apenas expressar a sua visão da realidade. Para além disso, ninguém que tenha responsabilidades governativas poderá fugir aos factos das condicionantes económicas portuguesas. Incluindo os Antónios.

Qual dos dois estará melhor preparado para ser Primeiro-Ministro não me parece ser a questão principal. Quantas vezes esse não foi o argumento ou pensamento utilizado para fundamentar a escolha? E quantas vezes as expectativas não foram defraudadas? Se, porventura, a preparação do candidato for importante, o percurso de António Costa, pelos cargos desempenhados, parece ser mais imponente. Resta saber que resultados obteve e se, como principal responsável pelo governo da Câmara Municipal de Lisboa, conseguiu reduzir as despesas e a dívida da autarquia sem aumentar impostos?

Quanto a Seguro, considero particularmente interessantes algumas das suas votações como deputado, notoriamente à revelia do partido. Confesso que fiquei surpreendido com algumas.

Numa palavra final, pela súmula das minhas observações, percepções e impressões – dos debates e não só – direi que António José Seguro me transmite uma maior sensação de honestidade do que António Costa. Se votasse nas primárias do PS, este seria o meu fundamento.

P.S. – Não costumo fazer juízos de valor sobre ninguém mas gosto de criticar e de reflectir sobre os assuntos. É fácil afirmar coisas à distância e sem interesse directo nas questões. Contudo, se não estabelecemos limites para nós próprios quando vivenciarmos circunstâncias idênticas não praticaremos comportamentos distintos.

2 responses

  1. Julio Martins

    Caro Vicente… mais trágica do que cómica, a nossa classe politica…

    2014-09-13 às 12:22

  2. Antonio

    Uma interessante reflexão a tua Vic. No entanto quando é o próprio sistema dito democrático que está canceroso, o futuro não vai lá com paninhos quentes. Enconto-me numa fase curiosa da minha vida de meia-idade: estou com o pensamento mais radicalizado do que nunca. Um abraço. AA

    2014-09-13 às 14:26

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s