Na base do conhecimento está o erro

Sobre a proposta de lei da “Cópia Privada” (2)

 

A AGECOP, Associação para a Gestão da Cópia Privada, cujo site não permite qualquer tipo de conhecimento sobre os titulares dos órgãos sociais, anda nas bocas do mundo devido à PL118 (mais conhecida por proposta de lei da cópia privada). O seu orçamento vai ser consideravelmente melhorado.

Assim, como a AGECOP poderá beneficiar de verbas as quais não tem direito, uma vez que poderão ser copiados artigos cujos autores não são representados pela AGECOP e que, por conseguinte, nunca receberão a taxa, quem fica com esses valores?

Para além do mais, vão ser taxados conteúdos produzidos pelos próprios proprietários dos dispositivos (fotos e vídeos), que devido à sua natureza só podem ser armazenados digitalmente, ou seja, nos meios sobre os quais incide a PL118. Mais uma vez, quem recebe estas verbas?

E, não sendo do conhecimento público quais as renumerações dos titulares dos órgãos sociais da AGECOP, como se pode saber se os mesmos irão ser “aumentados?

Advertisements

2 responses

  1. marcosmarado

    O relatório de contas da AGECOP é público e diz-te o que queres saber.

    2014-08-26 at 14:52

  2. VFS

    Obrigado.

    Já passei os olhos. Ainda não pude lê-lo com cuidado e não encontrei nenhuma referência ao valor que cada titular recebe, apenas o conjunto.
    Qualquer informação que o mesmo contenha que seja relevante para reconhecer erro meu, será referida.

    2014-08-26 at 22:02

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s