Na base do conhecimento está o erro

E tinha direito?

Francisco Louçã vai abandonar a Parlamento e, segundo o próprio, “Saio como entrei, com a minha profissão sem qualquer subsídio, sem qualquer reforma”.

Será que tinha direito à mesma?

Se a memória não me falha, foi em 2006 que foi revogada a norma que estabelecia as reformas aos deputados.
Para além disso, foi combinado que apenas os deputados que nessa data tivessem mais de 12 anos de funções é que manteriam o direito à mesma.
Em que ano é que Francisco Louçã iniciou funções como deputado? Em 1999.

Continua fiel a si mesmo. Não passa de um (perigoso) demagogo!

Advertisements

2 responses

  1. Dionísio Dinis

    Claro que segundo a lei em vigor, o senhor Louçã tem direito a subsídio de reintegração na vida activa.Se isso é dado assente: a lei tem ética?
    A demagogia dá dinheiro?
    O demagogo é o Louçã, o Dionísio Dinis ou o Vicente Ferreira da Silva?
    Quem é que faltou à verdade?
    Quem é que omitiu informação?
    Quem é que ganha com informações imprecisas que acaba por enaltecer quem não precisa de tais favores?
    Tenho dito!
    E bem!

    2012-10-27 at 21:20

    • VFS

      Caro Dionísio Dinis,

      creio que não está devidamente informado sobre a lei em questão.
      Daí a sua ilusão sobre o que disse.
      Foi das poucas coisas boas que o Sócrates fez.

      2012-10-29 at 23:52

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s