Na base do conhecimento está o erro

Eis a razão de tanto alarido

Já se sabe porque é que os sindicatos e os partidos de esquerda preferiam que a campanha do Pingo Doce tivesse decorrido hoje (2 de Maio).

Tinham a esperança que os trabalhadores por conta de outrem faltassem ao emprego para ir às compras e assim tinham mais uma jornada de luta através duma “greve voluntária” ou algo do género.

(depois do que se passou ontem, os sindicatos devem estar arrependidos de nunca terem pedido aos patrões para fazerem descontos de 50% em dias de trabalho)

 

2 responses

  1. Joana Maria-Lobo

    Pela primeira vez discordo completamente da opinião expressa. Se houve um golpe baixo e condenável foi da parte do super-mercieiro Pingo-Doce, a resposta e o alarido sindicais são portanto aceitáveis sobretudo atendendo a tudo aquilo a que os trabalhadores têm sido obrigados desde que o ultra-liberalismo apareceu. Gosto de apontar culpados e esses não são os que trabalham e produzem a pouco riqueza neste país, mas sim homens como Alexandre Soares da Costa.

    2012-05-03 às 7:54

    • VFS

      Minha amiga,

      deixe-me dizer-lhe que já não comprava bens de primeira necessidade com este preço desde 31 de Dezembro de 2004.
      Por acaso, tenho dois amigos que trabalham na Jeronimo Martins. Vou reproduzir um comentário do FB, colocado por um funcionário da JM, cujo conteúdo já me foi confirmado pelos dois meus conhecidos.

      “Sou um funcionário Do Pingo Doce e vou aqui deixar um comentário sobre o dia 1 de Maio. Já ouvi pessoalmente ontem críticas enquanto tava na caixa, vejo críticas na rede social como uma parte deste comentario “Parece-me que não sabe o significado do dia 1 de Maio…considerado “O Dia do Trabalhador…..Talvez se trabalha-se de sol a sol a sua opinião seria diferente e não defenderia quem tem o mundo nas mãos”, onde muitos nem sabem nem imaginam o que passa dentro do grupo PD, em que dizem que os funcionários foram obrigados e fizeram pressão para irem trabalhar.

      Não fui obrigado a nada fui por livre vontade, só é de dar valor ao meu patrão que pagou o dia a triplicar vou ter uma folga compensatória, e no fecho da loja tivemos a jantar.

      Críticas e mais críticas é dor de cotovelo de não estar num grupo desta dimensão a trabalhar, num país e empresas que rouba tudo ao empregado.
      O Sr. Que trabalha de sol a sol não foi trabalhar, então porque se queixa? Não tinha € porque o seu patrão não pagou? Não teve tempo de ir as compras ou costuma ir a concorrência? Dai a sua queixa só pode. É o dia do trabalhador ta certo, mas eu vou gozar esse dia na mesma, mas em outro dia vai dar ao mesmo, mas já tenho no bolso 3 dias.

      Qual a empresa que ajuda o empregado nesta crise, na saúde, da prémios pela sua avaliação de desempenho como funcionário, partilha os lucros da empresa? Bem Portugal é pequeno e a resposta é fácil, mas se englobar o MUNDO, bem acho que a resposta também é fácil e o Pingo Doce fica no TOP dos 5 ou TOP 1?

      Mais digo que fui por livre vontade em tudo, fui na véspera trabalhar 2h por livre vontade para orientar a minha secção coisa que fui o único da minha loja a ir. Fazer graxa como ouvi colegas a dizer-me? Não nunca foi intensão minha, mas sim ajudar, então se a empresa também me ajuda e ajudou. No dia 1 de maio apenas fiz 30 min de almoço porque quis também ninguém me obrigou ok, acho que colegas tambem deviam ter esse bom senso, muitos tiveram mas se todos tivessem obteríamos mais ainda objectivos. Mas é apenas uma opinião minha e nada mais, não somos todos iguais nem nunca vamos ser.

      Foi muita confusão mesmo, mas senti um bem-estar interior em ver a loja repleta de pessoas e ver a sua alegria a fazer compras, comprar coisas que muitas pessoas não podiam num dia normal sem descontos. Bolachas, bacalhau, carne etc..
      Aqui fica um exemplo do que o Grupo Jerónimo Martins deu aos clientes e muitos devem ter entrado a primeira vez ontem, mas talvez voltem e abram os olhos.

      Agora imaginem o que dão aos empregados, pois somos nós que damos os lucros a empresa e reconhecem isso. Quantas fazem isso? Nem o governo reconhece.

      2 De Maio de 2012”

      2012-05-03 às 17:12

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s