Na base do conhecimento está o erro

O que é um fim digno?

“O governo de ocupação de Tsolakoglou retirou-me o meu último meio de sobrevivência – uma pensão de reforma inteiramente financiada por mim (sem qualquer apoio do Estado) ao longo de 35 anos.
Uma vez que a minha idade não me permite recorrer à força (ainda que, se algum compatriota pegasse numa Kalashnikov, eu seria o primeiro a juntar-me a ele), não encontro outra solução que não seja procurar um fim digno, antes de me ver forçado a vasculhar no lixo em busca de comida.
Acredito que, um dia, a nossa juventude sem futuro pegará em armas e pendurará os traidores desta nação de cabeça para baixo na Praça Syntagma, como os italianos fizeram em 1945 com Mussolini (na Piazza Loreto, em Milão).”

Ontem suicidou-se um cidadão grego em plena Praça Syntagma, defronte do Parlamento Grego, deixando com ele a carta/bilhete acima reproduzida.

Pessoalmente, considero que há sempre uma opção relativamente às adversidades da vida. Contudo, não questiono a opções de terceiros e espero, sinceramente, nunca ser confrontado com as circunstâncias que este homem viveu.
Ora, segundo um Estudo da Universidade de Cambridge, publicado na Lancet, o número de suicídios aumentou significativamente na Grécia, devido à crise social que aquele país atravessa, pelo que, aparentemente, o mesmo não é novidade.
Aceito perfeitamente, apesar da minha formação católica,  que existam situações em que o suicídio seja um fim digno.
Mas quando o mesmo é transformado num espetáculo, tenho as minhas duvidas.

P.S. – Também não gostei nada do espetáculo feito com o enforcamento de Saddam Hussein e a execução de Kadhafi. Toda a morte deve ser digna.

4 responses

  1. Joana Maria-Lobo

    Não concordo que a morte deste cidadão grego tenha sido um espéctáculo, poderemos analisá-la de sob outro prisma, talvez como um acto derradeiro de alertar o seu país para o horror que se está a viver. Considero sim o acto deste homem como um supremo esforço de sensibilizar e alertar, um acto de coragem e de amor para com o seu país. Honrarei sempre a sua memória.
    Quanto ás mortes que mencionou de Saddam e de Kadhafi foram apenas assassinatos encapuçados de julgamentos.

    2012-04-15 às 11:36

    • VFS

      Olá Joana,
      sobre o assunto em questão, relembro que não é, de todo, um juízo de valor.
      ninguém é obrigado a concordar com a minha opinião.
      não tenho a menor dúvida que para a mesma foi necessário coragem, até porque a mesma é contrária ao instinto humano.
      estando a acontecer mais suicídios, este foi publico.
      não sei o que pensar este acontecimento.
      chocou-me.

      2012-04-15 às 12:07

  2. repensaresad

    Não sendo católico, também me repugna a morte como espetáculo (seja ela a de um humano, de um touro ou até de um porco numa atividade apelidada de cultura).

    Não tendo qualquer religião, tenho fortes dúvidas da legitimidade do suicídio como “fim digno” se bem que o suicídio homicida praticado palestinianos cuja família é paga pela Arábia Saudita já não me provoque dúvidas mas total reprovação.

    Mas não foi o cidadão grego que transformou o seu suicídio em espetáculo…
    …ele se certa forma imolou-se pelos seus compatriotas.

    Foi notícia! Eu se me encontrasse no seu lugar talvez optasse pela greve de fome, mas eu não sou ele e a greve de fome já não é notícia.

    Mas não condeno ninguém que se tenha enviado para o inferno desde que não tenha levado outros consigo…

    Assunto perturbador que acho ser de todo merecedor de reflexão.

    PS: gosto de ver o “(in)transmissível regressar à (boa) forma que me fez subscrevê-lo

    2012-04-15 às 11:39

    • VFS

      precisamente.
      é necessário pensar sobre este tipo de assunto e, sobretudo, nas causas que o originaram

      2012-04-15 às 12:09

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s