Na base do conhecimento está o erro

Não há palavras (2)

(clicar na imagem)

 

Não há palavras para o regresso (triunfal, alguns certamente dirão) deste homem.

Trata-se apenas do Primeiro-Ministro e ex-Primeiro Ministro que mais endividou Portugal!

 

2 responses

  1. albano lemos pires

    Não nos estamos a esquecer do actual Presidente da República que (des)governou Portugal 10 anos desperdiçando todo o dinheiro da UE em adjudicações multimilionárias aos seus amigos laranjinhas?

    PS: detesto José Socrates

    2011-12-08 às 21:22

    • VFS

      Caro Albano,

      não.
      No que respeita à relação entre o montante da dívida pública nacional e o PIB, (âmbito das declarações de Sócrates) este conseguiu a proeza de, entre 2007 até ao instante em que se foi, aumentá-la 35%, i.e., de 68% para 103%.
      É verdade que os países pequenos tem que se financiar, ou seja, endividar-se, mas o financiamente público têm a obrigação de criar riqueza. Infelizmente, os projectos megalómanos socretinos não o fizeram.

      Mas faz uma boa referência. Vou se consigo estabelecer uma relação entre aquilo que os laranjas ganharam com Cavaco e o que os rosas ganharam com Sócrates

      2011-12-09 às 0:50

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s