Na base do conhecimento está o erro

Chamem os políticos à responsabilidade

 

Não é apenas José Sócrates (e demais ministros ou afins) que devem responder pela gestão ruinosa.
O Alberto João Jardim também deve.
Assim como todos aqueles que doravante não gerirem devidamente os bens públicos que lhes forem confiados!

3 responses

  1. Até concordo que os responsáveis sejam chamados e até julgados, mas julgar só o SRº Sócrates? Então e os anteriores? Não prestam contas para onde foi esbanjado para não dizer dado aos amigalhaços e aos políticos desde 1985? O Sr. Cavaco não tem que prestar contas sobre isso? O Sr. Santana Lopes, e o Sr. Barroso também não? O Sr. Cavaco não tem que explicar onde foi parar os milhões de contos que investiu num banco americano que foi á falência passados poucos meses de ele lá ter investido o dinheiro de todos os contribuintes? E os srºs autarcas não têm que ser investigados e julgados pelos dinheiros gastos em tudo menos no bem das suas populações? Se as Câmaras não devessem um cêntimo, se os milhões que foram despejados em Portugal ainda no tempo do eu partido no governo tivesse investido na modernização do País e não no betão, e na distribuição desse dinheiro pelos amigalhaços e pelos boys do partido, tiro o chapéu ao 1º político que venha reconhecer os seus erros e pedir desculpa pelo mal que fez ao País.

    2011-10-17 às 17:44

    • VFS

      Se reparar no texto que está por baixo do video, verá que não me refiro apenas aos actuais titulares dos cargos públicos. Não me referi ao passado porque a lei não se aplica retroactivamente.
      Mas relativamente aos nomes que adianta, esqueceu-se do nome do Sr. Mário Soares, entre outros.

      2011-10-17 às 18:30

  2. Carlos Lacerda

    A isto, em Política, chamam-se “cortinas de fumo”. Adoptam-se quando se querem desviar as atenções da plebe das questões essencias, e criam-se assim fait divers que deslocam a discussão para outros lugares…
    Muito conveniente, dados os cenários e os factos da atual situação política.
    Sobre a responsabilização, sejamos claros: quando nem se consegue sequer prender um corrupto e um falsário confirmado e condenado em 5 instancias pelos crimos públicos de corrupção, fuga ao fisco e branqueamento de capitais, refiro-me obviamente ao Sr.Dr. Isaltino de Morais, que após condendo em primeira instancia (por estarem os crimes provados!) recorreu para a Relação e perdeu, recorreu para o Supremo e perdeu e recorreu para o Constitucional e perdeu (e tenta agora dilatar por subterrefúgios vários uma decisão final, para alcançar a prescrição!!!!) alguém acredita que esta proposta de pretensamente julgar os culpados pela situação tem alguma verdadeira e honesta intenção de responsabilizar de facto alguém?
    (Acresce que se alguma vez isto se fizesse, teriam de prender e condenar ao degredo toda a Assembleia da República, o Governo e a Presidência…)
    Seria o descrédito final para a Justiça, já tão abalada por outros processos fantasmas, e em que o cidadão cada vez menos confia!

    2011-10-20 às 12:30

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s