Na base do conhecimento está o erro

Virar as costas não dá nada

não abstenção

Cavaco Silva é apenas um exemplo. Há mais. E continuarão a haver se a abstenção persistir.

A melhor maneira de mudar a política portuguesa é votar validamente, expressando uma escolha. 
Em Portugal, existem 19 partidos políticos.
E ainda temos as candidaturas independentes, como é o caso do Rui Moreira, no Porto.

É essencial compreender é que a soberania só é exercida pelo povo se este participar activamente na democracia.

A raiz da mudança está em nós! (já sei que sou repetitivo. Contudo, existem expressões que devem ser repetidas até à exaustão).

Se não estão dispostos a mudar, se não estão dispostos a participar na democracia, se não estão dispostos a votar, não esperem mudanças. Principalmente, as que desejam!

Advertisements

2 responses

  1. José António Rodrigues Carmo

    Tornar o voto obrigatório, eis uma medida lógica.

    2013-09-26 at 15:02

  2. Filipe Morais

    Nao sei se mudaria a qualidade do voto, mas a quantidade certamente. Alem de dificil de garantir a sua aplicação, mas percebo a ideia de um voto obrigatorio. Preferia, contudo, que a população o fizesse com um sentimento de cidadania activa e de esperança no futuro e não porque são obrigados. Mas podia criar uma cultura de voto e, um dia, retirava-se a obrigação mas a cultura estava criada… apoio se bem implementado.

    2013-09-27 at 19:18

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s