Na base do conhecimento está o erro

E se o Euro acabar (2)?

Consideremos as seguintes possibilidades:

1º  – a Eurozona desmembra-se e o Euro acaba;
2º  – a Eurozona mantém-se, mas os países do sul abandonam o Euro;
3º  – a Eurozona mantém-se, mas Portugal sai do Euro.

No que respeita ao caso concreto do nosso país, qual é o principal problema que decorre destas circunstâncias?

Não é difícil perceber que, para um país que importa 75% do que come, a desvalorização da moeda implicará um aumento brutal no preço dos bens de primeira necessidade e que o impacto social será elevado.

Estou convencido que, se Portugal sair do Euro e permanecer na União Europeia, irá vivenciar um período de convulsão social como nunca experimentou.
Não tendo um sector primário e secundário devidamente estruturados, Portugal não pode sair do Euro sem igualmente sair da União Europeia, pois para alimentar a sua população não poderá continuar a cumprir os articulados – regulamentos e directivas – europeus.

É claro que podemos entrar em incumprimento, mas por quanto tempo?

One response

  1. Pingback: Outra vez a Islândia | (in)Transmissível

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s