Na base do conhecimento está o erro

Sem-vergonha!

Francisco Assis

Adoro os exemplos dados pelos [ditos e confessos] amantes da liberdade e da democracia.

Na Assembleia da República, com o objectivo de condicionar o voto dos deputados, já não basta castrar a liberdade e a consciência individual através da disciplina de voto. Não! A chantagem do líder(?) da bancada parlamentar também é necessária.

Francisco Assis dispensava esta postura. E diz que tem condições para continuar a liderar a bancada do PS (aqui). Infelizmente, nenhum dos deputados do PS foi capaz de dizer não. Houve umas abstenções e uns poucos pedidos de declaração de voto.

Nenhum destes senhores tem noção do que é a liberdade e está preparado para gerir o país nos tempos que se aproximam!

(Reafirmo que considero que a disciplina de voto é o segundo pecado da democracia).

4 responses

  1. joão Guilherme Barbedo Marques

    O nosso grande problema, Vicente, não é “mais um sem-vergonha”. Eles são tantos que começa a ser dificil enumerá-los, até porque eles tem outra “qualidade” que não foi apontada: escondem-se pelas costuras como os piolhos.
    Agora, há aqui no Brasil um site do twiter com o título: “É ilegal! E daí?” Eu posso alargar um pouco o significado deste título e dizer “É um sem-vergonha! E daí?! “Um daí” óbvio é que esse sem-vergonha vai ter mais chances de se re-eleger!E não é isso que ele quer? Então, vale a pena ser sem-vergonha. O crime compensa!

    2010-12-05 às 13:41

  2. Maria Ana Charters de Oliveira Dias

    É lamentável que a falta de valores e de princípios éticos se tenham mediocramente banalizado no nosso país. Portugal está-se a nivelar por baixo, equiparando-se ao Brasil, onde a corrupção e falta de vergonha são absolutamente escandalosas!
    Penso que será difícil inverter a situação enquanto o nosso país estiver nas rédeas de homens sem-vergonha como Francisco de Assis…

    2010-12-05 às 19:18

  3. joão gabriel marques

    Vicente,

    Lamentável

    João Gabriel Marques

    2010-12-06 às 12:39

  4. Manuel Andrade

    Mas quem ainda anda iludido que Portugal é um Estado de Direito e uma República “democrática”, ou não sabe o que é um Estado de Direito e o significado da palavra democracia ou então anda gaseado com as doutrinas partidárias! Desde que o Marocas meteu o “socialismo” (dele) na gaveta e mandou o Marx e o Engels às urtigas, que já nada me convence neste país de intelectualóides falidos e miseráveis, cujas origens são bastante duvidosas.

    2010-12-15 às 16:54

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s